Loja feminina legítima

A Maçonaria, é considerada legitima, se forem no minimo três Lojas em cidades diferentes, unidas por uma Grande Secretaria, chamada, Grande Oriente, Potência ou Grande Loja. Essas emanam as Leis antigas e legitimas e zelam para que suas Lojas inscritas sejam idôneas.

Estas serão chamadas também, Lojas irmãs. Uma Loja sozinha que não esteja ligada a outra Loja, onde as maçons possam ir, uma, na Loja da outra, não pode ser afirmada como de maçonaria legítima. É preciso ter origem maçônica confirmada e se legitimar, ligando-se a outra legítima ou, fundar outra Loja em endereço diferente, com Venerável e diretoria diferente. Sem isso, desconfie, pois se não for assim, qualquer pessoa pode inventar que é Loja maçônica.

Visite os endereços, peça CNPJ das três, pois é seu direito, fale com as duas Veneráveis das Lojas para saber se elas são Lojas unidas.

Geralmente a maçonaria legitima está ligada a uma Potência ou uma Grande Secretaria como é o caso da COMAFE que tem origem no mesmo mestre maçom fundador do GOF em 2011, que foi o idealizador do primeiro Grande Oriente Feminino do Brasil, nascido ele da maçonaria masculina legítima, obediente a Grande Loja da Inglaterra, que é, a maior e mais antiga Potência de maçonaria masculina do mundo. Temos aqui uma origem legitima da maçonaria feminina do GOF COMAFE , confirmada de discipulado direto e indireto da Princesa de Lamballe, que é a fundadora da maçonaria feminina na França.

Maçonaria legitima se faz com tratados de Lojas para que juntas sejam confirmadamente, maçonaria legitima.

A maçonaria legitima é feita de Lojas Unidas e não de uma única Loja.

Pode acontecer de se formar uma nova Loja por ruptura com a Loja mãe e não ter dado tempo suficiente para fundação de outra Loja, mas a COMAFE existe para acolher todas as futuras Lojas femininas sem mando sobre elas, apenas servindo para inclui-la na legitimidade, portanto, não há razão de uma Loja não querer fazer parte da COMAFE, a menos que ela faça coisas erradas e, uma delas é não querer mostrar a outras maçons o que elas fazem as escondidas. Não existe mais maçonaria secreta, isto não é uma desculpa para não abrirem a porta para visitação entre maçons. As Lojas de maçonaria masculina são legítimas, pois se visitam, os maçons trabalham em conjunto uns nas Lojas dos outros formando uma rede de fraternidade. Isso configura transparência e legitimidade maçônica. Com as mulheres maçons não pode ser diferente.


Para participar clique em como ingressar

error: Content is protected !!